Quais são as diferenças entre Neurose de Sintoma e Neurose de Carácter?

28/01/2012

Na neurose de sintoma o paciente defende-se ou esconde-se por detrás dos sintomas. Descarrega a energia através do sintoma, mas apresenta-se mais flexível ou modificável, visto que a neurose está do lado de fora, é visível e, portanto, mais fácil de se perceber pelo analista e pelo Ego da própria pessoa (é consciente).

Na neurose de carácter os traços de personalidade protegem o indivíduo do sintoma. As defesas apresentam-se menos flexíveis que no caso anterior, não permitindo que o paciente veja a sua patologia. A descarga da libido estásica é feita através dos traços. Os sintomas, neste caso, nunca se exibem, aparecendo ao indivíduo como parte integrante da sua natureza (é inconsciente).

O vómito histérico, a contagem compulsiva ou o pensar compulsivo são todos traços que surgem nos carácteres, por mais que estes sejam racionalizados; isso porque são neuroses de carácter com sintomas, enquanto o neurótico puro não demonstra sintomas. Os traços do carácter neurótico são vistos pelo paciente como naturais e consequentes da sua experiência de vida; mas tudo isto não é verdadeiro, pois o paciente neurótico é passível de mudança, portanto o que se não apresenta para ele como sintoma, pode, eventualmente, com o decorrer da terapia, ser alvo de consciencialização e transformação. As estruturas caracteriológicas formam-se através de situações específicas que, exploradas pela análise do especialista, são reestruturadas naturalmente, deixando de ser expressões neuróticas.

O sintoma tem uma estrutura muito simples, quando o comparamos com os traços; certamente o sintoma é indeterminado, mas quanto mais penetramos nas suas razões e origens, mais nos afastamos do seu domínio e, de forma clara, surge a base caracteriológica do indivíduo.

Enquanto o sintoma corresponde a uma determinada atitude, a um desejo limitado, o carácter representa toda a expressão do passado que se assume num modo de vida do presente. Por essa razão, um sintoma pode surgir de repente (pela sua origem neurótica), ao passo que cada traço de carácter necessita de anos para se desenvolver.

A totalidade dos traços de um carácter compõe, por assim dizer, todas as frentes de resistência que o especialista terá de vencer face ao paciente. A defesa caracteriológica serve, portanto, não apenas como protecção contra o exterior, mas também como forma de dominar a libido.

 

Estela Rodrigues

 

 

 

Please reload

Novidades!

Início do curso de TTPC®: 24 de Março de 2018

September 15, 2017

1/9
Please reload

Posts Recentes

14/04/2020

29/01/2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Pesquisa por palavras-chave
Please reload

© 2016 - A Essência e o Ser / Centro Português de Estudos Reichianos

Todas os alunos e participantes referenciados nas imagens deste site cederam os seus direitos de utilização.

Tel: (+351) 214579312

Tlm: (+351) 917580944

E-mail: ser@aessenciaeoser.net