O Que entende o Reich por Couraça e o que é a Formação do Carácter?

28/01/2012

A couraça é uma formação protectora que se tornou crónica e, portanto, representa uma imobilidade psíquica da personalidade; para melhor entendermos o conceito de couraça teremos de analisar as diferenças entre temperamento, carácter e personalidade:

Temperamento – entendido como o modo de reação da pessoa; é considerado como sendo algo constitucional e imodificável, porque é, ao mesmo tempo, hereditário e genético;

Carácter – forma-se através das experiências da pessoa e especialmente pelas fases de desenvolvimento da infância; é modificável até certo ponto, através de novas experiências; o carácter é adquirido;

Personalidade – é a totalidade das qualidades psíquicas herdadas (temperamento) mais as adquiridas (carácter);

Formas de Reações: Temperamento

Uma pessoa de temperamento colérico reagirá sempre de forma rápida e impetuosa, mas aquilo a que reage, já dependerá do ser carácter. Se é alguém produtivo, justa e amorosa, reagirá impetuosamente quando ama o que faz, mas quando se sente injustiçado pelo que está produzindo também reage impetuosamente, só que de forma negativa.

As experiências adquiridas constituem o caracteriológico, traços peculiares que a identificam como sendo esta e não outra pessoa; a diferença entre as qualidades herdadas e as adquiridas equivale àquela existente entre temperamento, dotes e qualidades psíquicas constitucionais, por uma parte, e do carácter por outra. As diferenças de temperamento não têm tanto significado, mas as de carácter sim, pois constituem um verdadeiro problema, sendo a expressão do grau em que o indivíduo tem sucesso ou insucesso na arte de viver.

Formas de Estrutura: Carácter

Ao conjunto de formas de reação e formas de estrutura, damos o nome de personalidade, que é sempre pessoal e intransmissível. O carácter surge como uma modificação crónica do Ego, com caraterísticas de endurecimento e com função de proteger o indivíduo daquilo que ele pensa serem os perigos internos e externos; por ser crónico, Reich chamou-a de ‘Couraça Caracteriológica’ pelo facto dela ser constante e imutável.

Pelo facto dos carácteres não serem sempre puros e sim mistos, o mesmo indivíduo irá reagir de formas diferentes frente ao mesmo estímulo; no entanto, como existe sempre uma base de estrutura caracteriológica que é pertinente ao carácter em si, as reacções secundárias é que poderão variar para o carácter misto; isto quererá dizer que sempre haverá o predomínio de um tipo de carácter, embora este possa encontrar-se meio confuso diante de respostas diferentes e secundárias de outros carácteres.

Estela Rodrigues

 

 

Please reload

Novidades!

Início do curso de TTPC®: 24 de Março de 2018

September 15, 2017

1/9
Please reload

Posts Recentes

14/04/2020

29/01/2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Pesquisa por palavras-chave
Please reload

© 2016 - A Essência e o Ser / Centro Português de Estudos Reichianos

Todas os alunos e participantes referenciados nas imagens deste site cederam os seus direitos de utilização.

Tel: (+351) 214579312

Tlm: (+351) 917580944

E-mail: ser@aessenciaeoser.net